Peregrinar neste blogue

2005-08-04

Love and peace.. e almoço on line

O nosso mundo está mau e aqui a terrinha também não está grande coisa...Só vejo uma solução e passa por implementar medidas importantes, que aliás não percebo porque não foram já tomadas no passado. Inicialmente com o festival das canções e ultimamente a fazer parte integrante do campeonato europeu de futebol. Vá-se lá saber porquê, mas não é a mim que me compete avaliar as razões políticas ou de qualquer outra ordem. Pessoalmente, gostaria muito mais de ter uma Europa com 30 estados membros ou mais do que com os actuais, embora como toda a gente saiba num futuro próximo passem a ser 28. Que confusão. O número trinta parece-me um número mais sonante para uma verdadeira União. E é exactamente aqui os Estados Unidos poderiam ajudar a este desiderato, entrando para a comunidade europeia, sem causar nenhum distúrbio aos outros países já membros. Brilhante lição de civismo e de obediência ao papá... É disto que a gente precisa. Como dizem os brasileiros, "senti firmeza". E por falar em brasileiros, não sei se não seria também uma boa ideia convidá-los prá pandilha. Quanto mais não fosse, alegravam a malta com uns sambinhas, uns forrós e muito bundão...Lembram-se certamente daquele fado, uma casa portuguesa, interpretado por Amália Rodrigues, que a certa altura reza assim: e se à porta humildemente bate alguém, senta-se à mesa com a gente, ou ainda do Zeca Afonso no venham mais cinco, e que faria 76 anos se fosse vivo.. Mais cinco, mais dez, tanto faz. A Europa a 30 seria de facto o mais sensato. E bastaria que se criasse a união euro-americana. Faria todo o sentido esta fusão e libertaria a Europa de imensas chatices. A saber: com uma Europa Unida aos Estados Unidos, livrava-se toda a gente de uma série enorme de problemas inerentes a estes dois continentes. Com Israel também do nosso lado, talvez fosse possível finalmente arranjar-lhes um local bem sossegadinho. Por exemplo, no Grand Canyon... É sossegado, não tem muita gente à volta e primeiro que trepassem aqueles montes todos...Enfim demorava um bocadinho. Se bem que o Grand Canyon não fez mal a ninguém e até é um local bem bonito mas...Do mal o menos e quem lhe comeu a carne que lhe roa os ossos. Haveria que nomear mais 29 ou 30 novos governadores, mas isso também não seria grande problema, porque nos States esta questão está mais que resolvida e testada nos outros cinquenta e um estados. Já se poderia referendar à vontade, sem receio de país algum ter a coragem de dizer não fosse ao que fosse. Era só democracia. A criação de uma moeda única, como o Euro-Dólar, só traria vantagens a todos estes povos, evitando os malditos desequilíbrios nas balanças comerciais destes países. Alcançava-se deste modo a fórmula inteligente, para fazer face ao perigo que representa a invasão de produtos chineses que inundam os mercados europeu e americano. A propósito, para aqueles mais cépticos em relação à entrada de Israel na UE, por via de pruridos devido à eventual construção de muros, lembremo-nos das enormes vantagens para o negócio dos empreendimentos públicos e claro está, o gozo que irá dar aos amantes do Graffiti....
A era do "make love not war", já lá vai. Agora o novo slogan é "make war in pice". Desculpai-me, o meu inglês é péssimo, é peace.
Um beijinho e...Love and peace:)
E não se esqueçam do nosso almoço no sábado..

7 comentários:

Lumife disse...

Através da Isabel Filipe venho conhecer o Confessionário. Do pouco que li estou gostando. Vou "confessar-me" totalmente.
Voltarei.

paper life disse...

Eheheh

Excelente!
A ideia de ver explodir o grand canyon é que me desagrada, e eles estão tão habituados...

Quanto ao slogan o meu é mais: "make love in peace" ;)

wind disse...

lol, bom e animado texto:) beijos

Páginas escondidas disse...

Olá Dilbert!
Gostaria mt de ir ao almoço...mas.. estou de férias no Algarve nessa altura :(
Terá que ficar para uma próxima oportunidade.. que eu acredito, que haverá ;)
Beijinho

Dilbert disse...

Oi lazuli linda,
Este teu texto está incrível... o modo jocoso como tu falas de coisas sérias é delicioso :)
Que estilo de escrita espectacular...
Beijokinhas e inté já...

Dilbert disse...

Oi páginas escondidas,
Oh pá... que pena... mas é por uma boa causa :)... boas férias para ti...
Claro que vai haver outras oportunidades... se não for antes deverá ser algures em Outubro quando a Vera Cymbron estiver em Lisboa... depois aviso-te.
Beijokinhas e inté já...

TMara disse...

céeeeeeeeeeeeeeeeeuuuuuuuuuuuuuusssssssssssssssssss! K big confusão seria! Ou é? Bjs e ;)